Utilização de Software Livre

Boa iniciativa por parte da ANSOL ( Associação Nacional para o Software Livre ) .

Aqui pode encontrar várias opções para ajudar no trabalho remoto mesmo que não esteja relacionado com a Educação.

Lisboa, 13 de Março de 2020 – Motivados pelo surto de COVID-19 na Europa e em Portugal, a ANSOL e a Comunidade Ubuntu Portugal uniram-se para criar uma lista de Software Livre útil e gratuito para alunos, professores e unidades de ensino que se encontram agora a trabalhar à distância.

A “ANSOL – Associação Nacional para o Software Livre” é uma associação portuguesa sem fins lucrativos que tem como fim a divulgação, promoção, desenvolvimento, investigação e estudo da Informática Livre e das suas repercussões sociais, políticas, filosóficas, culturais, técnicas e científicas.

A Microsoft Academy como ferramenta de atualização

A Microsoft Academy é uma excelente ferramenta para assistir e compreender até, as várias soluções e funcionalidades do “mundo” Microsoft.

Uso bastante e permite-me estar ao corrente dos casos práticos, novas funcionalidades e até novas tecnologias da Microsoft.

 

Nos diversos “cursos” é possivel obter em qualquer altura um pequeno Transcript

Build your skills and advance your career. Microsoft Virtual Academy (MVA) offers free IT training for Developers, IT Pros, Data Scientists, and students.

A MVP é também um bom recurso para quem pretende se preparar para os exames.

Poderá estudar com a Microsoft Virtual Academy (MVA), seleccionando os cursos preparados especialmente para aumentar o seu conhecimento nas áreas da Cloud, Dynamics, Office 365 etc.

Obrigado por ler !

Caso de sucesso : PHC na Cloud em empresa de construção

Um “caso de Sucesso” de modernização do software PHC e infraestrutura em datacenter e cloud.

O cliente de Lisboa, uma empresa de sucesso na área da construção, melhorou significativamente a sua produtividade com a actualização da sua infraestrutura e consequentemente o acesso ao seu software de gestão PHC.

O primeiro passo foi o licenciamento do PHC em modelo de subscrição, com migração para a versão mais recente da aplicação.

A base de dados foi colocada num servidor em datacenter em que o acesso é limitado para o IP do cliente através das regras de firewall.

Nesta fase não existe a necessidade de instalação de VPN atendendo ao fato do acesso ao PHC ser feito somente pela sede e assim o ambiente é controlado e seguro através das regras do Edge Gateway do Datacenter.

Os postos tem a versão cliente – servidor instalado localmente nos seus computadores verificando-se uma melhoria significativa nos tempos de acesso à aplicação.

O PHC num data center com acesso seguro

O acesso pelo exterior ao software de gestão, foi conseguido através do CS Web utilizando para o efeito um certificado SSL mantendo assim um acesso seguro e encriptado (além da camada de segurança e permissões dos logins).  O PHC CS Web está a ser executado no servidor do Data Center que tem um IP Fixo e uma disponibilidade total e centralizada.

Com esta forma de trabalharmos com o PHC não tivemos necessidade de investir em servidores físicos no escritório. Diminuímos os custos de electricidade, necessidade de comprar UPS, unidades de backup ou preocupações com acessos dispendiosos à Internet. Os elementos da Engenharia acedem confortavelmente aos dossiers de Obra através dos seus tablets e a área administrativa gere todo o trabalho de gestão de contas correntes, pagamentos e facturação como fazia anteriormente no CS Desktop. Se exstir um problema com a nossa internet do escritório, a mesma área administrativa pode continuar a trabalhar através da Web com uma ligação 4G, realça o CEO da empresa.

Os emails, a gestão de projeto e os ficheiros centralizados:

Até à data e antes desta solução, existia uma diversificação não organizada das licenças de Office. Existiam problemas com o espaço dos emails, os documentos somente estavam disponíveis no escritório e a forma de aceder estava dependente do Outlook e dos arquivos guardados localmente.

Para resolver e melhorar a vertente de comunicação, solidificou-se a solução de gestão de email e ficheiros com o Office 365.

Agora todos os utilizadores tem uma conta, existem listas de distribuição, arquivo de email e não há mais a necessidade de procuras exaustivas em ficheiro offline de PST’s.

O Backup offline na Cloud:

Para partilha de ficheiros dentro da organização, esta empresa de construção já utiliza uma NAS (Network-Attached Storage) que permite a partilha eficaz e integrada com a Active Directory de ficheiros.

Numa politica de melhoria de segurança nomeadamente no que diz respeito aos efeitos maliciosos da encriptação de dados, foi implementada uma solução simples de Backup remoto para a cloud em Microsoft Azure. Este backup diário tem taxas de retenção sendo que caso o ultimo backup seja “contaminado” é sempre possível recuperar uma ultima versão dos dados.

 

Preciso de um consultor de SEO ?

Enquanto consultor de sistemas de informação e gestão, nos dias de hoje a importância de uma presença sólida e efetiva na Internet é importantíssimo.

Não ter um website institucional é a mesma coisa do que não ter um telefone ou um email para contatar.
Se temos uma empresa e um negócio, queremos que este esteja com a maior visibilidade possível e a Internet é um meio que toda a gente usa.

Estive a analisar este meu blog numa das ferramentas que mais gosto de usar, o Google Analytics.
Esta é uma ferramenta de extrema utilidade para uma estratégia de SEO, aquela que devemos seguir para uma boa optimização dos nossos sites e blogs nos motores de busca.

Este meu Post foi então motivado pela analise de pesquisas que as pessoas fazem e aí chegam ao meu blog.
Pude verificar que muitos que aqui chegaram e obrigado para si que chegou ao blog desta forma e ainda por cima se deu ao trabalho de clicar, foi pela pesquisa no Google por consultor SEO.

Muito bom sinal ! É sinal que as pessoas, empresários e até gestores já se deram conta da importância de uma estratégia de SEO.

Nesta mesma pesquisa, verifiquei também que há muita promoção sobre este assunto que quanto a mim, é uma forma menos séria de se abordar este tema.
Como uma boa estratégia de marketing, o SEO ( Search Engine Optimizer ) tem de ter um plano e deve ser consistente. Deve defender uma ideia, mensagem e até posicionamento seja de um produto, marca ou serviço.

Não existem almoços grátis como alguém diz.

Nas redes sociais por exemplo, local onde somos bombardeados com publicidade sem o dizer que o é (vejamos o artigo 13), muito se promove os “likes” e seguidores fáceis.
Basta pagar a uma empresa guru para que isto aconteça o que não é de todo uma verdade.

“Um consultor SEO fará com que o website da sua empresa esteja mais visível nos motores de pesquisa.” – Já li eu por aí.

Permito-me dizer que um consultor ajudará na estratégia de SEO utilizando algumas ferramentas (já falei numa delas para monitorizar), orientando os conteúdos e até registando e fazendo algum trabalho nas redes sociais mas como em tudo, não há uma varinha mágica para o ranking de um website nos motores de busca.

Nem mesmo a pagar publicidade por exemplo no Google é uma garantia de um bom posicionamento nos motores de busca.
Em tempos e num dos meus percursos profissionais, o diretor de negócio irritava-se porque tinha pago Google Ads e quando pesquisava no motor de busca, o site não estava em primeiro.

Mais uma vez tudo isto faz parte de uma estratégia de imagem, marketing e fundamentalmente de conteúdo.

O conteúdo é a chave principal do SEO.

Nos últimos tempos, muito se fala em Marketing de conteúdo mas este não pode ser feito por quem não conhece o negócio ou a área onde estamos a trabalhar.
O Google por exemplo, tem um “apetite” por conteúdo novo e original, é um voraz no que diz respeito ao que de novo se fala sobre um determinado assunto pelo que na minha opinião, um consultor de SEO pode ajudar mas não resolve todas as questões.

Vejamos por exemplo o assunto Software de Gestão (área que tenho como sabe) um especial carinho 😊
Como um tal consultor de SEO ou uma empresa de promoção de websites vai criar conteúdo sobre este assunto se não o conhece ?

O conteúdo é de dentro para fora.
As empresas; os gestores; os negócios tem de gerar conteúdo interessante mas que seja lido e seja cativador.

Federação Portuguesa de Futebol

Tem de motivar a leitura e o consumo de conteúdo das pessoas.
A Internet são pessoas e as empresas também – frase eleita por mim para este ano de 2019.

Obrigado por ler.

Software de Gestão totalmente na Cloud e por subscrição

Deixo algumas impressões e considerações de alguns software de gestão online, sem necessária instalação ou até em muitos casos, muita configuração.

Este tipo de produtos está normalmente suportado diretamente pela Software House sendo que são estes a dar suporte e a promover as soluções.

Nas vantagens destaca-se a facilidade de implementação que é de alguma forma autónoma e simples sendo que a mais relevante reconheço, é o custo que normalmente é baixo e pode ser até através de uma mensalidade.
No caso do Jasmin é até gratuito no primeiro ano.

Vou analisar de uma forma muito sucinta três soluções:
Moloni
Jasmin
PHC Drive FX

O Moloni já cá anda à uns tempos e foi talvez um dos primeiros que ouvi falar e até implementei em clientes mais pequenos.
Faz todo o trabalho básico para a gestão de um pequeno negócio, tem um valor relativamente baixo por ano para um utilizador que pretende fazer umas faturas.

O software Moloni é claro em dizer onde estão os serviços na “cloud”. Neste caso estão no Datacenter da Oni e até tem um vídeo e tudo sobre este assunto reconhecendo-se assim a importância que esta questão tem para quem quer saber onde estão os seus dados.

Nota: A minha opinião sobre o que é software na cloud está aqui😊

Neste mês de Dezembro a Moloni, anunciou uma APP sendo que desta forma a aplicação funciona diretamente no telemóvel sem estar dependente do browser situação que acho interessante e que está à frente dos restantes.

O drive fx é uma das soluções da PHC e é um software de gestão na Cloud que permite registar compras facilmente; faturar com rapidez; gerir os stocks e ainda simplificar os movimentos de tesouraria, de acordo com o descritivo de funcionalidades globais da solução.

O PHC Drive FX é um software de gestão totalmente a funcionar online, via browser (não é necessário instalar nada localmente) e que torna a administração de empresas um pouco mais simples.

As funcionalidades do Drive FX ao detalhe podem ser encontradas aqui.

Pode ainda experimentar o Drive FX de forma gratuita. Bastando clicar neste link

O drive fx store é uma loja com os Add-Ons que são possíveis de subscrever para esta software e assim “verticalizar” mais a solução.

Sendo que a PHC está a cada vez mais dar uma importância a estes Add-Ons e a convidar parceiros a colaborar o que na minha opinião é positivo e sendo no entanto (também a minha opinião) em detrimento do CS Desktop (a solução ERP da PHC).

Entre muitos destaco alguns:
• Sincronize automaticamente os contactos de clientes e/ou fornecedores para o E-goi;
• Faça a gestão de bilheteiras e também pode efetuar venda de bilhetes;
• Gestão de Associações – Precisa do módulo de agenda;
• Ponto de Venda (POS) – “numa feira ou noutro lugar qualquer onde queira vender os seus produtos, ganhe a mobilidade que precisa para ‘abrir as portas’ do seu negócio onde quiser”.

Para quem começa com um negócio agora e tem um volume previsível de faturação inferior a 30 000 Euros no primeiro ano, o Jasmin da Primavera diz que “Os primeiros 30.000€ de faturação ficam por nossa conta (limite de 1 ano)”.

Comprovadamente isto é verdade e funciona !
O software é totalmente utilizado online via browser, tem muito bom aspeto e é bastante intuitivo. A cópia entre documentos existe sendo também uma vantagem em transoformar uma guia de consignação por exemplo numa fatura sem ter de reintroduzir todas as linhas de novo.

Não tem a rastreabilidade de um PHC mas serve o propósito.

Além de faturar, ter conceitos de famílias e artigos e até emitir guias a comunicação (como os outros todos) e a impressão para o cliente final por email é bastante prática no entanto com alguma publicidade de quem recebe.

Em todos os casos e soluções é possível fazer um teste de 30 dias ou mais em que é possível experimentar o seu funcionamento.

Também é claro que as preocupações com o rpgd (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados) não existem com estas aplicações sendo que todas estão preparadas para cumprir as regras de esquecimento, exportação de dados e alteração destes a pedido.

Não pretendo deixar uma conclusão óbvia de qual é o melhor sendo que tenho as minhas preferências atendendo ao facto de em termos funcionais, o FX é o que mais se aproxima do Gestão PHC CS.

Obrigado por ler.

O PHC a funcionar em AZURE as a DB Service

Nos dias de hoje a necessidade de existir uma infra estrutura própria de servidores é cada vez mais dispendiosa de manter, menos segura e com custos iniciais elevados.

As soluções de Software as a Service (SaaS) conjugado com a flexibilidade de crescer ou diminuir os recursos disponíveis, são vantagens de estar (verdadeiramente) na Cloud.

Existem serviços em Portugal disponibilizados em data centers que sendo eficazes, seguros e até com custos relativamente baixos, não são na minha opinião soluções na cloud.

Serviços de disponibilização de bases de dados, máquinas virtuais, DNS, IIS e web apps são hoje realidades possíveis com segmentação e optimização de recursos.

Vamos a exemplos concretos:

Um serviço de base de dados disponibilizado por um provider de serviços em cloud (AWS da Amazon; AZURE da Microsoft etc.) tem a capacidade de optimizar o seu funcionamento. Uma base de dados SQL em AZURE só consome dinheiro quando está a ser acedida. Se o meu PHC (ou outro qualquer serviço que precise de uma base de dados) não funciona durante a noite, porque deverei estar a pagar por isso ?!

Fonte da imagem: Sysfore Blog

Esta é uma das possibilidades e vantagens (se assim for configurado o serviço) que subscrever uma base de dados SQL em AZURE tem.

Num data center nacional por exemplo, compramos uma máquina virtual com um SQL lá dentro. Pagamos uma mensalidade ou anuidade do licenciamento quer usemos quer esteja parado. Os valores já são relativamente competitivos e suportaveis mas quando estamos a falar de soluções que precisam de base de dados à séria um SQL Standart ou Enterprise, já fica bem mais caro.

O PHC já tem a possibilidade (à muito aguardado por mim) de nas versões Advanced ou Enterprise, trabalhar com uma base de dados as a Service em AZURE.

Já testei e embora um dos problemas ainda ser as latências já que os servidores mais perto de Portugal (e com mais baixos níveis de latência) estão em Londres, o comportamento da aplicação mostrou-se bastante satisfatório e executável.

O tráfego é encriptado, é mais seguro do que estar numa rede local e a disponibilidade é enorme.

Na prática e para concluir, para ter um software de gestão não precisa de investir dinheiro em servidores e infra-estrutura. A Cloud é e cada vez mais será uma excelente opção.

 

Obrigado por ler !

Close Bitnami banner